A sorte do amor que teve

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Um dia você conhece alguém
e se dedica imensamente a essa pessoa...
Você entrega-se a ela com toda alma e coração.
Na verdade, desde então não existe um único pensamento seu em que esta pessoa não apareça.

Você a ama sobremaneira,
e chega mesmo a esquecer de si, para cuidar unicamente dela,
até que um belo dia teu mundo desaba e você percebe
cruelmente
que o sentimento que você nutria era só seu,
que não havia nada além daquele teu imenso amor por ela.

Neste dia, não te desaponte,
não entristeça.

Olhe para os céus e agradeça
por ter conhecido a sublime dádiva do amor,
mesmo que apenas você tenha realmente amado.

E por ter sido real e verdadeiro o teu amor
inspire-se e cante para sempre
os momentos felizes
da sorte do amor que teve.

Augusto Branco

1 comentários:

Jéssica Freitas disse...

Perfeito! O amor verdadeiro é incondicional.

Postar um comentário